segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Um Diálogo

"Como sabes quando uma obra de Arte está acabada?"

"Nunca está..."

"Como sabes quando parar?"

"Nunca paro..."

"Mas chegas a dar o trabalho como terminado..."

"Nunca... O que não cabe numa obra, caberá na outra que vier. Só a Natureza poderá dar um Fim a essa obra, porque o conjunto de todas as obras é que forma a verdadeira Obra de Arte, a qual normalmente designamos de Vida. No entanto, nunca terá um Fim, se realmente for Arte."

"Então... E quem não é artista?"

"Não é preciso ser artista de profissão para se criar a Arte... Basta fazer da Vida uma Obra de Arte e fazer das Obras de Arte uma Vida..."

Miguel Cruz

26Setembro2011



Dedicado à Rita Oliveira, que foi a primeira pessoa a ler e, se não tivesse sido ela, não o teria publicado. E porque no texto ela está muito presente.

Obrigado por tudo, Rita!

2 comentários:

Rita Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rita Oliveira disse...

Sim, a vida é a melhor obra de arte que algum dia farás...
Tem traços suaves, outros mais carregados...
Linhas rectas, ou curva em contra curva, palavras fortes...
palavras leves que o vento leva...
Vais deixar para trás alguns pedaços, mas o que mais te cativou vem sempre preso ao teu olhar...
Vais amarrotar muitas folhas de papel e deitá-las fora... outras vais guardar com o maior cuidado, para que não se percam...
E no fim, vais deitar-lhe um último olhar... e por muito trabalhosa que te tenha parecido, vai parecer-te sempre pouco...
E talvez, quem sabe... o pedaço teu que cá deixares, recomece essa poesia que lhe deu mais do que amor, a vida.
Sim, a vida é uma obra de arte,
e toda a arte é algo inacabado!

Obrigada :)

Rita Oliveira